Batismo

Pastoral do Batismo

Batizar é proporcionar redenção, salvação, abrir fronteiras individuais para a obtenção da graça santificante. Essa graça, dom gratuito de Deus, é extensiva a todos os seres humanos e independe de qualquer denominação criada pelos homens. Seguindo a trajetória de nossa Igreja, que promove o batismo desde a sua criação, em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, alicerçada nos dons a ela concedidos pelo Espírito Santo, ela está firmemente empenhada na missão ordenada por Nosso Senhor Jesus Cristo “Ide e batizai a todas as criaturas” e sempre a postos para receber e ouvir os pais e os escolhidos para padrinhos, orientando-os para a consecução da missão divina.

            Por que devemos batizar?

  • Para a nossa salvação;
  • Para apagar a mancha do pecado original;
  • Porque é um caminho para se tornar filho de Deus de verdade;
  • Ser seguidor de Cristo em seu projeto do Reino de Deus neste mundo;
  • Para ser membro da Igreja, que é o corpo de Cristo.

Responsabilidade dos pais e padrinhos: Aos pais é confiada a continuação do projeto de bondade divina, sejam os primeiros que vivem anunciando a bondade de Deus. Aos padrinhos, se exige que renunciem ao pecado e a todas as formas do Mal, anunciando a fé na Santíssima Trindade, em nome da qual o novo ser é batizado.

Conclusão: Assim concluímos que o Sacramento do Batismo nos aponta para a nossa missão de iniciados na fé cristã e seguidores de Jesus que nos revela ao Pai.


Normas Gerais para ser Padrinho ou Madrinha de Batismo na Igreja Católica Apostólica Romana

Em cumprimento ao Código de Direito Canônico 873 e do Diretório de Pastoral do Batismo da Arquidiocese de Niterói, a partir de 30 de abril de 2006 a Paróquia São João Batista (Catedral Metropolitana) inclusive todas a paróquias e as Capelas da arquidiocese de Niterói, só aceitará como PADRINHOS E MADRINHAS DE BATISMO pessoas nas seguintes condições:

  1. Terem completado 16 anos de idade;
  2. Não podem ser pai ou mãe do batizando;
  3. Mães solteiras e pais de outra confissão religiosa podem batizar, porém estes serão orientados na secretaria quanto aos procedimentos necessários;
  4. Serem CATÓLICOS, JÁ TENHAM RECEBIDO PRIMEIRA COMUNHÃO, e pelo menos um deles, (padrinho ou madrinha), deve ser CRISMADO ou estar participando da formação da iniciação da vida cristã e que leve uma vida de acordo com a Fé e o encargo que vai assumir;
  5. Se casados, devem apresentar a CERTIDÃO DE CASAMENTO RELIGIOSO. Pessoas que vivem maritalmente ou são casadas somente no civil, estão impedidas de serem padrinhos, serão admitidas como testemunhas do Batismo;
  6. Não podem ser pecadores públicos ou estar excomungados pela autoridade eclesiástica;
  7. Membros da Igreja ou comunidade eclesial não católica não podem ser padrinhos no sentido litúrgico e canônico, mas, havendo justa causa (parentesco, amizade, etc.) e junto com um padrinho católico, podem ser admitidos como testemunhas do Batismo. (cf. Cân. 974§2);
  8. Lembramos também que para o Batismo basta apenas um padrinho ou madrinha ou o casal de padrinhos;

OBS: Pastoralmente falando em caso de conflito, a Igreja deve batizar a criança e não considerar os “PADRINHOS”. Tudo, porém, seja feito em clima de respeito e de caridade para com as pessoas interessadas.


Reunião preparatória no última sexta-feira de cada mês às 19h.

Responsável: Edenildo Sarmento de Andrade

Os batizados individuais acontecem de acordo com a disponibilidade de agenda do Diácono.

Os batizados coletivos acontecem no primeiro sábado do mês às 9h.

Mais informações: (21) 2717-0154 (secretaria da Capela)

 

Compartilhe em suas redes sociais

Venha nos Visitar

Venha nos Visitar

Entre em Contato Conosco

Entre em Contato Conosco

Endereço

Rua da Conceição, 216

Entre em Contato

(21)2717-0154

igrejansdaconceicaodeniteroi@gmail.com

Política de privacidade

Formulário de Direito dos Titulares

Catholic ® 2021. Todos os direitos reservados.